O outono já está com cara de Inverno
maio 24, 2017
Campanha do Agasalho 2017 final
junho 13, 2017

INCC-M volta a subir em maio, diz FGV

Variação de 0,13% foi influenciada principalmente pelos custos com mão de obra.

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M), divulgado na última sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), acelerou em maio, passando de uma queda de 0,08% em abril para uma variação de 0,13% neste mês. No ano, o indicador acumula alta de 1,24% e, em 12 meses, de 5,29%.

O crescimento foi influenciado pelo índice referente à Mão de Obra, já que houve reajustes salariais em Salvador e em Brasília. A variação foi de 0,27 em maio, contra 0,00% no mês anterior.

Já o indicador sobre Materiais, Equipamentos e Serviços recuou 0,04%. No mês anterior, a taxa havia sido de -0,18%. O grupo Materiais e Equipamentos passou de -0,21% em abril para -0,04% neste mês. Dos seus quatro subgrupos componentes, apenas um apresentou acréscimo em suas taxas de variação: materiais para estrutura, cuja taxa passou de -0,67% para -0,10%. A parcela relativa a Serviços, por sua vez, caiu 0,05%, desacelerando em relação ao período anterior (-0,07%). Neste grupo, o destaque ficou para carreto para retirada de entulho, cuja taxa passou de 0,66% para 1,84%.

Quatro capitais apresentaram aceleração em suas taxas de variação: Salvador (de 0,22% para 1,05%), Brasília (de -0,15% para 0,38%), Rio de Janeiro (de -0,04% para 0,09%) e São Paulo (de -0,16% para 0,04%). Em contrapartida, desaceleraram Belo Horizonte (de -0,12% para -0,18%), Recife (de 0,03% para -0,02%) e Porto Alegre (de 0,00% para -0,10%).

 

Redação da PINIWEB – Construção Mercado – 29/05/2017-